.

The freewheeling

terça-feira, 9 de fevereiro de 2016

E agora José?
Quem somos eu e você?
José diga-me o que tu queres...
E eu te direi quem tu és....
Ah José... cadê teus objetivos vazios?
Cadê tua falsa vontade?
José, José....
José para onde?
Só tu podes fazer a mudança, Zé...
Teu destino é teu, e de mais ninguém
Então me diga;
Por que podes hesitar e se deixar levar
José?
Alias, Zé, o que tu queres?
Nada é concreto para ti
Nem tu és concreto
E agora José?
Como será daqui pra frente?
Ah Zé, és tão inocente
Esperas que o mundo te abra as portas
Mas o mundo, Zé, o mundo é um moinho
Sem amor, sem cuidado, sem carinho.
Não espere nada de ninguém José
Pois ninguem nada te dará,
Nada
Siga, siga, siga
Mas não entre na onda
Se possivel não pegue nem a marola,
Nem espuma
O mar é traiçoeiro Zé...
O mar é traidor.
E quando o fim chegar Zé,
Quem seremos nós?
Apenas mais um Zé?
Qual Zé?
Zé Ruela?
Zé Mané?

Ninguém?

Nenhum comentário:

Postar um comentário