.

The freewheeling

sábado, 6 de setembro de 2014

365 dias

Faz quase um ano... A cabeça fica martelando, sempre... Mas a cura é se focar no que você gosta... Trabalhando bastante (da minha maneira, mas estou) a correria do dia-a-dia me trás algo muito satisfatório... Mais um dia fora do ritmo imposto no mundo... mais um dia sendo uma célula problemática na máquina, é claro que abro mão de diversas coisas por conta disso, por exemplo não tenho uma graduação como a maioria dos meus ex-colegas do colégio, não tenho um carro, uma casa, ou moro sozinho... Pode ser que eu esteja atrasado, pode ser que eu tenha a síndrome de Macunaíma... Mas quando eu conseguir construir será de todo meu. O que eu me torno se eu digo não para tudo isso? Um louco? Um vagabundo? Um peso morto? Não, eu me torno livre, algumas pessoas dizem que eu sou "vida boa" mas elas se esquecem que não tenho um plano de saúde, nem um banco de horas e que meu trabalho não tem hora pra acabar, afinal eu faço meu salário... Eu pago a previdência, não vem descontado no meu salario bonitinho... sou um hippie? um libertino? Pode ser que sim, mas sou eu... Meus trabalhos, estudos, atividades físicas e alguns hobbies ocupam meu tempo, assim não penso nos problemas não lógicos da vida, não quero seguir padrões... Um rebelde? Quem sabe? Um ano atrás eu fui à um casamento e esse foi meu último porre (espero que tenha sido o último da minha vida) estou a quase um ano sem beber como antes... Está me fazendo bem, gostaria que meu sono também entrasse em ordem... ai sim eu estaria vivendo plena e de forma satisfatória... Há um ano atrás eu te convidei, lembra? Você não foi, fadado ao fracaso sempre haha, bora dormir que amanhã vou ao parque, chega de desabafos da madrugada, bom dia!

Nenhum comentário:

Postar um comentário