.

The freewheeling

quarta-feira, 9 de julho de 2014

Seu sorriso é tão vazio quanto você
Não me fere
Não me machuca mais
Livre de grilhões enferrujados
Oxidado com sangue e lagrimas
Livre do fardo da culpa
Que me calejou as costas
E cansou meu corpo
Livre da condenação
Da autoflagelação
Tudo cicatrizou
Já re-aprendo a andar
Passo-a-passo
Pode ser que eu tropece novamente
Mas tenho que arriscar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário