.

The freewheeling

sábado, 31 de agosto de 2013

chega!

Preciso abrir mão de algumas coisas, vai ser duro eu sei, mas preciso ser menos conectado, menos internet, a partir de hoje. A internet é uma arma e um canal muito útil no mundo contemporâneo mas sinto que ao mesmo tempo que me conecto me desconecto das pessoas. Deixo de ter laços reais para ter laços virtuais, preciso mapear meu tempo, me reeducar, me policiar. É isso, dia 1 de setembro de 2013, 103 anos do Corinthians e o inicio de uma vida nova para mim!

sexta-feira, 30 de agosto de 2013

trabalhos renegados (part 2)

vou fazer uma coleção de trabalhos renegados em concursos e salões, esses são fresquinhos kkkk:


caricatura do Monteiro Lobato feito com retalhos e botões, eu mesmo que costurei

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Gravura (part 1)

Esse foi um dos primeiros testes de gravura desse ano:
foi baseado no livro "Vidas Secas" de Graciliano Ramos.

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

trabalhos renegados (part 1)

vou fazer uma coleção de trabalhos renegados em concursos e salões, esses são fresquinhos kkkk:

essa é uma caricatura do raulzito!

sábado, 24 de agosto de 2013

Reflexão

  Desde muito tempo eu sempre impus objetivos distantes na minha vida, um mais longo que o outro, e ao meu ver todos eles eram bem difíceis de serem alcançados. Objetivos difíceis me faziam viver cada dia pensando neles. O que mais me atraia era a distancia, ir longe, ver o mundo, conhecer cidades e pessoas, e foi isso que eu fiz, viajei, andei, e foi incrível não trocaria minhas experiencias por nada e acredito que ainda terei várias novas experiencias únicas.
  Para atingir tais objetivos não pude parar minha vida e depois continuar. Eu vivi cada dia mas minha cabeça estava no objetivo e ai eu errei, esqueci do hoje, vivi o amanhã. Apesar de sempre estar bem-humorado, e de bem com a vida, me tornei um cara frio... não frio com minha família e meus velhos amigos, mas frio com as novas pessoas que entraram na minha vida, a partir de um certo período nasceu um bloco de gelo. Claro que eu não percebi isso antes, eu apenas via o objetivo e apesar de essas não serem minhas palavras e de não ter ouvido esse conselho, era mais ou menos isso que eu pensava: "A alegria da vida vem de nossos encontros com novas experiências e, portanto, não há alegria maior que ter um horizonte sempre cambiante, cada dia com um novo e diferente Sol. Se você quer mais de sua vida deve abandonar sua tendência à segurança monótona e adotar um estilo de vida confuso, de inicio, vai parecer maluco para você.". 
  Que vida incrível essa, sentirei saudades de casa, dos amigos, mas logo eu volto e nós podemos conversar alegremente sobre as idas e vindas da vida. Posso dizer que nesse ano atingi os dois maiores objetivos que impus quando terminei o colégio, os dois rolaram meio que ao mesmo tempo, e agora? Agora você tem uma cabeça, e um bolso vazios. Pense em tudo que você sacrificou e por onde você andou... pense no que você deixou para trás e no que você tem hoje!
  Experiencias enormes e lugares jamais sonhados, mas e quando deitar a cabeça no travesseiro dá pra dormir? Não, não dá, como diz a canção: "One life, one chance, gotta do it right!". Eu fiz certo? Depende, fiz e não fiz, aonde eu poderia ter feito diferente? Não sei,  minha cabeça ainda não organizou as ideias. E ai eu chego num ponto crucial, "A alegria da vida...". Eu sou alegre? Sou feliz? E vou me apropriar de uma outra citação: "E assim se concluiu que somente uma vida semelhante à vida daqueles ao nosso redor, mesclando-se a ela sem murmúrio, é vida genuína, e que uma felicidade não compartilhada não é felicidade [...] e isso é o mais perturbador de tudo". 
  Fui feliz em atingir meus objetivos, como eu disse foi incrível tudo aquilo, mas eu estou sozinho e que felicidade é essa que não posso ao menos comemorar com alguém? Hoje voltei para minha casa, se eu não posso ter alguém para mim, vou ter quem sempre me teve para eles, vou compartilhar minha felicidade com minha família, abri mão de um sonho para estar aqui... prefiro ser um homem feliz a ser um homem realizado e vazio... quando eu escrevi um conto chamado "O conto do homem solitário" eu falava de mim mesmo, não quero voltar a escrever um auto-retrato monótono e infeliz, vou ser feliz com o que tenho, do jeito que eu posso.

"Mais que amor, dinheiro e fama, dai-me a verdade. Sentei-me a uma mesa em que a comida era fina, os vinhos abundantes e o serviço impecável, mas faltava sinceridade e verdade e fui-me embora do recinto, inóspito sentindo fome. A hospitalidade era fria como os sorvetes."
Henry David Thoreau

Wallace Nunes
(escrito em mais uma noite sem sono)

quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Preto e Branco

Faz algumas semanas que comecei um projeto em uma página do facebook, ele se chama "Preto e Branco" e consiste em histórias curtas sobre as conquistas do Corinthians. Não é a ideia zoar ou tirar sarro de outros times, apenas retratar os resultados históricos do meu time, quem quiser curtir a página é livre, e sempre é atualizada com quadrinhos e wallpapers do clube, nesse post vou colocar duas das primeiras histórias, os dois primeiros wallpapers e o logo da página... lá no fim terá um link para a página do facebook quem quiser curtir basta ir lá, vlw!
(Logo)


(primeira história)




(segunda história)

(primeiro wallpaper)


(segundo wallpaper)

Para quem quiser acompanhar com mais frequência basta curtir a página do facebook:

Ou acompanhar o flickr oficial da página:



quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Desenhão

Minha tia trabalha em uma escolinha em Osasco, e para o dia dos pais propuseram fazer os super-pais, ou seja pais super-heróis, para isso eles queriam um painel enorme de uma cidade, ai juntaram tudo: Super-herois+cidade= Osasco. kkkk Ok, não está muito claro, mas resumindo eu desenhei a cidade um pouquinho diferente, mas desenhei, vejam ai:


sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Sketch (8)

 Bom ai vai mais uma torrente de sketch....esse do primeiro quadrinho com mais de 5 páginas q eu fiz. Esse quadrinho só nasceu por conta de uma palestra em 2009 que por sinal me fez retomar algo que sempre gostei de fazer. Aqui nasceu o seila zine, eu fazia o quadrinho, e xerocava na multifuncional de casa e distribuía na escola (na época estava no 3º ano). Inclusive toda essa escola nada mais é do que o colégio aonde eu estudava, todos os corredores, salas, banheiros, até a quadra kkk, esse all star eu desenhei em alguma aula (provavelmente de biologia) era de uma menina q sentava umas carteiras ao lado. A história nasceu a partir da musica do Los Hermanos "A Flor" e também por que próximo a escola havia um cemitério e muitas lojas de flores, um dia voltando relacionei os dois e "criei" a história. É isso ai valeu!!!!



























 

(obs: esses sketches são dos números 2 e 3, já q o primeiro eu fiz direto então não existem rascunhos)

 





(obs: esse desenho foi para ter a base das duas ultimas páginas)

Essa terceira e ultima edição demorou muito para ser feita, os motivos entre outros eram a preguiça de desenhar e finalizar com caneta bic por que doía a mão. E também porque eu não sabia como terminar a história, quando tive a ideia rascunhei em folhas de fichário mesmo e mandei ver. No ano seguinte eu fui para a primeira feira de fanzines com as três edições e mais um novo quadrinho que havia feito, vendi muitas edições desse quadrinhos e a galera elogiou bastante, alguns criticaram, mas é a vida, rs. 
Quem ainda não leu pode ler no link: