.

The freewheeling

terça-feira, 26 de março de 2013

Um Café Gelado

  É noite, eles chegam juntos, e separados ao mesmo tempo. Ela sempre com um sorriso no rosto, ele com cara de nojo, mas antes de falar deles, vamos falar dela. Beirando os 45 ela viaja acompanhada de uma amiga com a mesma faixa etária, nunca se casou, não é feia, mas carrega as marcas dos anos passados. O que procura? Apenas alguém para si, o que todos nós procuramos, um lugar para aportarmos. Não é a primeira noite dela naquele café, na noite passada veio com a amiga, olhou o movimento, gastou um bom tempo, mas a noite não acabou ali, saíram já pelas 10, no mínimo encontraram alguns caras mais jovens com muito musculo e pouco cérebro e deixaram-se entregar na primeira noite.
  Vamos voltar a noite de hoje, eles chegam, ela animada pede sua bebida, ele abre um celular e entra na internet, talvez tenha aceitado o convite apenas por isso. Ela toma seu café e o encara, ele nem ao menos levanta os olhos da tela, ela continua o encarando, então diz:

-           Legal aqui né?
-           É!
-           Você não vai beber seu café? Vai esfriar!
-           Já já eu tomo!

  Ela desiste de um diálogo, continua com seu café e a encara-lo, levanta-se, paga a conta, sorri ao atendente e volta para a mesa, e carinhosamente diz:

-           Vou a farmácia tá?
Ele não responde, e ela repete:
-           Vou a farmácia...
-           Você não ia a farmácia?
Decepcionada ela sai.

 Andou por um quarteirão com os olhos molhados sem entender, porque a tratava assim? Noite passada fora tão carinhoso, nem parecia mais a mesma pessoa, em sua cabeça aquilo não fazia sentido. E ele continuava na mesa, celular aberto, páginas de internet e um café gelado.

quinta-feira, 21 de março de 2013

terça-feira, 19 de março de 2013

Anamorfose

E finalmente o primeiro trabalho da faculdade de Artes Visuais. Para fazer esse trabalho nos baseamos no conceito de anamorfose, que é a distorçao de um objeto ou alguém com base em espelhos, e reflexos, ou no caso de imaginaçao....confiram:


quarta-feira, 6 de março de 2013

exterminio...

Hoje eu estive em Birkenau, vi o que sobrou da história da humanidade. Vi coisas que não satisfizeram o meu ser, vi objetos e lugares que me abalaram emocionalmente. 2 toneladas de cabelo humano, milhares de malas e sapatos. Hoje eu estive em Auschwitz, vi um monumento erguido aos mortos injustamente por um grupo mais forte. Eu cresci na américa latina, onde não existe um monumento, onde ninguém se lembra, onde nada nos faz remeter a injustiça cometida por um grupo também mais forte. Amanhã eu volto pro Brasil, e lá não haverão relatos e nem registro do extermínio de mais de 3 milhões de nativos, ninguém se lembra que eles foram escravizados, e ninguém ao menos se lembra de os respeitar..
(25/02/2013)