.

The freewheeling

sábado, 29 de dezembro de 2012

Eu odeio o jeito que você atravessa aquela sala, o jeito que caminha e o como que encara as pessoas, você as vê ao redor, mas nunca vai compreender o que pessoas representam... Tudo parece uma competição, no estilo quem tem o pau maior, não nasci para ganhar ou para competir, vá, faça a sua, leve tudo, eu não quero ter esse esforço. O que mais me irrita é saber que não interessa quem, ou aonde, você será o primeiro a tentar me atrapalhar, o tipo de pessoa que não merece existir. Eu não julgo ninguém, esse não é o meu papel, só gosto de escolher com quem ando, tenho que saber quem será o primeiro filho da puta que irá me apunhalar, e se mesmo sabendo quem o fará eu o mantiver por perto, quero estar pronto para receber o impacto.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Semana de vídeo (parte 5)

E por fim outro vídeo tocando bateria. Acredito que isso deve ser um saco para quem não toca...mas eu gosto de filmar e editar...acho legal....é isso, vlw:


quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Semana de vídeo (parte 4)

Esse vídeo foi feito junto com alguns garotos que estavam andando de skate na pista da praia, curtinho, mas eu gosto:

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Semana de vídeos (parte 1)

Bom, faz muito tempo q eu não coloco um vídeo nesse blog, então essa semana em especial será toda dedicada a vídeos que tenho feito ao longo desse ano, para começar (em ordem cronológica) temos um cover de batera q eu fiz a um tempo...o vídeo não é lá mto interessante mas....ta ai:

sábado, 8 de dezembro de 2012

Uma opinião.

Quero deixar claro que esse texto exerce apenas a função de expressar uma opinião minha, não que os dados aqui descrito sejam verdade ou mentira, apenas o uso como ferramenta de despejo de algo que nasceu em minha cabeça.

A sociedade é uma linha reta, e sua direção é para baixo. Sim, tudo caminha para o fim, vivemos uma época onde nada funciona e tudo culmina para a quebra do sistema. Não temos educação descentes, não temos líderes que nos representem com dignidade e seriedade. Também não temos uma base familiar que nos sustente. Temos inflação, desemprego, fome, e injustiça.

Todo cidadão que possui algum bem material, físico tem que pagar impostos. Imagine que tenha uma casa e um carro, a prefeitura de sua cidade ira cobrar o IPTU e IPVA para cada um deles. Agora imagine a renda que gera para o estado, a arrecadação de todos os cidadãos, cada casa um valor, cada carro um valor. Certo, milhões de reais vão para os cofres publicos, mas por que? Simples, alguém tem que asfaltar as ruas, ilumina-las, cuidar da água, da eletricidade. Ainda temos a policia, os bombeiros, hospitais, prefeituras, escolas, e todos os orgãos publicos a serem sustentatos.

Certo, então tudo isso de dinheiro deve dar para construir uma cidade incrivel não? Na teoria sim, mas na pratica não é o que acontece. Normalmente nós pagas todos os impostos e nossas ruas continuam esburacadas, então nossos carros quebram, e consequentemente levamos na oficina mecanica. É cobrado umc erto valor, obvio que pagamos e então esperamos ficar pronto (lembre-se que o mecanico paga imposto por ter um comercio, e aluguel que boa parte é revertido em IPTU).

Certo já que nosso carro (comprado do nosso bolso) quebrou em nossa rua (paga com nosso imposto, mas que está sem manutenção, mesmo com o imposto pago) e nós o deixamos no mecanico (que também paga imposto por comercio e por imóvel), vamos utilizar do transporte publico para ir trablhar hoje.

Transporte público, como o nome já diz é público, e custa apenas R$ 3,00. Apenas R$3,00 diários para ir até a estação, e lá mais R$3,00 para pegar o trem, na volta mais R$3,00 para o trem e mais R$3,00 para o onibus de volta. Nossa em um dia já temos um gasto de R$12,00, em um mes de 30 dias e 4 fins de semanas temos a incrivel conta de R$264,00 mensais. Ufa, ainda bem que a empresa paga a minha condução, mas espera ai, tem um pequeno desconto de R$132,00 pelo vale transporte, então acho que nós pagamos a condução... Mas esse não é meu caso, só vou usar o transporte público hoje, amanha meu carro estará pronto.

Ok, é caro, mas tenho que pagar se não faltarei no trabalho. Faço todo o trajeto, casa-onibus, onibus-trem, trem-trabalho e cumpro com meu horario até o almoço. Saiu e vou comer, até que enfim o descanço do guerreiro, e lá se vão mais R$20,00, mas fique tranquilo, a empresa paga, mas é claro que também temos o desconto, já que pagamos R$20,00 por dia, temos em um mes de 30 dias e 4 fins de semana o gasto de R$440,00, e um incrivel desconto de R$220,00. O dia de trabalho acabou, vamos para casa afinal.

Novamente o trajeto trabalho-trem e ai trem-onibus. Ao esperar o onibus tem um senhor "vendendo" passagens mais barato que o valor, o motorista ve tudo, o cobrador também, e por que não fazem nada? Por que não saem de lá e o impedem de vender? Álias porque essa passagem é tão cara que tem uma pessoa que consegue vender a mais barato. Para garantir a qualidade de vida dos cidadãos o estado deve adotar algumas medidas, medidas essas que são muito uteis para nós, e para eles também (já que não querem uma revolução a porta). Uma dessas soluções é chamada de "subsídio" que nada mais é do que uma verba liberada pelo estado (que inclusive vem de nossos impostos) para que o produto receba uma queda no valor, assim a empresa privada não perde e a população tem o produto (trasnporte) mais barato.

 Mas porque isso não acontece? É simples, pense que a prefeitura faz um acordo com as companhias de transporte mais ou menos assim: "Façamos assim, eu te pago menos, vocë cobra mais, eu ganho metade da verba destinada ao subsídio e vocë continua ganhando parte dele e a condução a valores altissimos, topa?" Óbvio que a empresa topa, ganhar de dois lados, perfeito. A condução se mantem cara, a população paga e pronto, pagamos impostos, subsidios, taxas e mais taxas e ainda a condução (R$3,00).

Chegando no momento de pagar o onibus tem um "santo", um "anjo" uma criatura dos céus que te oferece a passagem por apenas R$2,50, perfeito, mas, porque ele está lá? Como ele consegue mais barato? Simples, o trabalhador recebe o vale transporte da empresa (que inclusive desconta do salário dele) mas ele não precisa disso para ir trabalhar, então ele vai e decide vender, o rapaz que vai comprar não vai pagar o valor integral, ele paga apenas 50%, o trabalhador topa e deixa assim suas passagem com o comprador. Ele por sua vez se posiciona em um ponto final de onibus, ele sabe que o motorista, ou até mesmo outros funcionários não vão gostar disso então o que ele faz? Suborna algumas pessoas e pronto, já conseguiu o produto a 50% do valor real (ou menos) vende a 75%, passa 10% ao funcionário e voilá, temos uma máfia.

Isso é um absurdo, como nunca soubemos disso antes? Simples, lembra que eu disse que o dinheiro de nossos impostos serviriam para sustentar o estadado, inclusive a educação? Então isso não acontece! O estado apenas ajuda a depreciar a educação, ele nunca estimula positivamente alunos e professores, desanimando assim os jovens e os mestres. O professor não pode ganhar bem, ele deve se sentir desvalorizado para não ter coragem de dar boas aulas. A escola não deve ter boas aulas, nem bons materiais, nem uma boa educação, assim, todos desanimam e construimos uma sociedade burra.

Que governo cruel esse seu, ele não apóia, ele não constrói, ele apenas arruina o pouco que temos, porque? Oras simples, uma população educada seria o mesmo que pedir para ter uam revolução e tudo mudaria, as velhas familias jamais sairiam do poder, os partidos não existiriam e assim tudo sairia do controle, agora com um bando de burrinhos é fácil de se virar.

Ah, mas ainda bem que temos a rede globo e suas novelas, ou até mesmo o datena, afinal, ali eu posso relaxar e esquecer tudo isso. Errado, já ouviu falar do pão-e-circo? Pois bem, esse é o equivalente mas contemporaneo. A tv não informa, não educa e não ajuda. Transmite apenas o que é de interesse dos organizadores de nossa sociedade. Noticias manipuladas, nada parcial, entretenimento que busca mostrar a futilidade e lavagem cerebral para os não educados (como vimos, grande parte da população).

A sociedade me desanima, eu nem falei ainda da inflação, do desemprego, da mão de obra desqualificada, do deserrespeito das autoridades quanto ao cidadão, dos problemas da sáude, segurança, saneamento, estrutura, cultura.... é como eu disse, é uma linha reta, que direciona para baixo.

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

(...)

"Hoje eu andei por muitos lugares, andei muito, fui e voltei...parecia que ela estava lá o tempo todos, o cheiro dela estava lá! Eu procurei, mas não encontrei...senti saudade"
 (Ian Stickertal)

sábado, 1 de dezembro de 2012

Y.

Odeio quando acompanho séries grandes e elas acabam....sinto saudade dos personagens como se eles fossem meus amigos.